Foco dividido, veteranos em baixa, ascensão de André… O balanço do Fluminense no turno do Brasileiro

Flu se destaca nos desarmes, mas está entre os piores em finalizações e posse de bola

Ao superar a Chapecoense na última terça-feira, na Arena Condá, o Fluminense repetiu as três vitórias como visitante do primeiro turno do ano passado. Mas a campanha atual está bem abaixo dos 32 pontos e a quarta colocação obtidos pelo time de Odair Hellmann nas primeiras 19 rodadas do Campeonato Brasileiro de 2020. Agora, o Tricolor terminou o turno com 25 pontos em sétimo lugar.

Apesar da proximidade com o G-6, apenas três pontos de distância, o Fluminense flertou com a zona de rebaixamento e conviveu com a desconfiança de grande parte da torcida. O ge fez um balanço do turno de altos e baixos do tricolor, com seus momentos e números. Confira:

Foco dividido

Se no ano passado o Fluminense estava 100% focado no Brasileirão, em função das eliminações precoces na Sul-Americana e na Copa do Brasil, a equipe atual dividiu as atenções com a Libertadores e a Copa do Brasil praticamente durante todo o primeiro turno. E chegou a poupar o time em três jogos, contra Bragantino, Sport e Grêmio, quando venceu só um. Após cair nas quartas de final da Libertadores para o Barcelona de Guayaquil, do Equador, no mês passado, o Tricolor ainda não perdeu na Série A e subiu de 16º para 7º lugar.

Troca de comando

Houve uma mudança de rumo no Fluminense durante o turno. Roger Machado não resistiu à eliminação na Libertadores junto com os maus resultados no Brasileirão e foi demitido antes da 17ª rodada. Marcão reassumiu a equipe e mudou o jeito do time jogar. O desempenho ainda oscila: teve boas atuações contra Atlético-MG e no jogo atrasado com o Juventude, mas venceu jogando mal diante de Bahia e Chapecoense. A invencibilidade com o técnico, porém, marca o início da reação.

Veteranos em baixa

Nenê, destaque do Fluminense no Brasileiro do ano passado, e Fred, artilheiro tricolor na Libertadores, não têm conseguido manter o ritmo na Série A atual. O centroavante de 37 anos tem só dois gols em 12 jogos, enquanto o meia, de 40 anos, marcou só um em 15 partidas e perdeu a titularidade com Marcão. A mescla da experiência dos veteranos com a juventude vem sendo a marca do clube desde 2020, mas ultimamente os jovens estão tendo que “ser mais independentes”.

Xerém neles!

Se no ano passado Calegari, Martinelli e Luiz Henrique foram as gratas surpresas do Fluminense no Brasileiro, nesse primeiro turno foi a vez de André marcar posição. O volante de apenas 20 anos ganhou a vaga de titular absoluto ainda com Roger Machado e a manteve com Marcão, vindo de grandes atuações ao lado do próprio Martinelli no meio de campo. E Caio Paulista, que não foi revelado no clube, mas fez sua formação em Xerém, foi outro a se firmar em 2021 e vinha sendo o principal jogador do time até a grave lesão na coxa direita na 13ª rodada.

Xerém neles!

Se no ano passado Calegari, Martinelli e Luiz Henrique foram as gratas surpresas do Fluminense no Brasileiro, nesse primeiro turno foi a vez de André marcar posição. O volante de apenas 20 anos ganhou a vaga de titular absoluto ainda com Roger Machado e a manteve com Marcão, vindo de grandes atuações ao lado do próprio Martinelli no meio de campo. E Caio Paulista, que não foi revelado no clube, mas fez sua formação em Xerém, foi outro a se firmar em 2021 e vinha sendo o principal jogador do time até a grave lesão na coxa direita na 13ª rodada.

Baixas médicas

Falando em lesão, não foi só Caio Paulista que desfalcou o time no Brasileiro. Além do atacante, que perdeu sete jogos ao todo entre os problemas na coxa esquerda e na direita, o Fluminense também não teve Bobadilla em sete compromissos, com uma contusão na panturrilha direita; Samuel Xavier ficou fora de quatro partidas com dores na coxa esquerda; Abel Hernández foi ausência em três duelos por conta do um problema no calcanhar direito; além de Fred, Gabriel Teixeira e Luiz Henrique, que perderam um jogo cada um do turno com lesões na coxa.


36 comments

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *