PF investiga auditores fiscais acusados de receberem propina em Belém

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagram, na manhã desta sexta-feira,16, a Operação Tucuxi, para apurar denúncias de envolvimento de dois auditores fiscais em atos ilícitos, como recebimento de propina em razão da função pública.

Policiais federais estão cumprindo dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária no Estado do Pará, além de outras medidas como afastamento do cargo e sequestro de bens.

Caso as investigações em andamento confirmem a hipótese criminal, os envolvidos responderão por corrupção passiva (art. 317 do CP), crime contra a ordem tributária (art. 3º, II, da Lei 8.137/90) e lavagem de capitais (art. 1º, §1º, da Lei 9.613/98), que somados podem redundar em mais de 20 anos de prisão.

Fonte: romanews.com.br

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *